COMO ALIMENTAR A CALOPSITA COM A SONDA OU PONTEIRA










FONTE: INTERNET

CALOPSITA TEM CASPA?

Quando as penas estão nascendo elas são envoltas numa espécie de canudinho. Este canudinho se chama “canhão”. hehehheeh Nome engraçado né? Pois é... O canhão vai se desfazendo, a pena vai se abrindo e dali, do canhão sai uma substância parecida com caspa, mas... NÃO É CASPA! Trata-se de uma camada de queratina que protege o canhão. É normal e não pega no ser humano. As penas possuem também um pó fino.

É normal e também não causa mal ao ser humano. Não tente lavar sua calopsita para retirar este pó ou as casquinhas da queratina, porque as aves precisam destes ingredientes.

FONTE: Internet

A ARTE DE CRIAR Â MÃO

Afinal o que é “criar à mão” uma ave?
Papagaios cinzentos criados à mão
PAPAGAIOS CINZENTOS CRIADOS À MÃO | FOTOGRAFIA: FREDERICO LISBOA
É uma arte que é praticada há já muitos anos por criadores mais experientes e que exige muita dedicação, paciência e tempo. Consiste em criar uma ave desde o seu nascimento.
E porquê criar à mão?
Certas aves não são tão boas mães como desejávamos que fossem. Algumas partem os ovos, outras não alimentam os seus filhotes e outras ainda os matam. Então para que isso não a conteça, retiramos os ovos ou crias para então “criar à mão”.

Outra situação possível é retirar as aves com alguns dias de vida para podermos criá-las até à fase de serem independentes. Assim tornam-se bastante meigas e sociáveis sendo óptimas
mascotes de companhia.
Jandaias amarelas (Aratinga solstitialis)
JANDAIAS AMARELAS (ARATINGA SOLSTITIALIS) | FOTOGRAFIA: FREDERICO LISBOA

Criar uma ave à mão é muito arriscado, não aconselho a ninguém que não tenha experiência, além de exigir muito do nosso tempo, se não for feito adequadamente pode causar facilmente a morte da ave.
Muitas vezes encontramos crias mortas nos ninhos e, ao criar à mão estamos a dar-lhe uma oportunidade de sobrevivência. Ao retirarmos as crias estamos a contribuir para que a taxa de mortalidade diminua, e os pais com menos crias no ninho, criam muito melhor os restantes filhotes.
Nos dias de hoje já é mais fácil fazê-lo.
Existe muita informação na Internet, em livros e já existem papas próprias para o fazer, bem como os diversos materiais imprescindíveis para a criação de uma ave à mão.
Antes de se aventurar na prática de criar à mão é necessário organizar detalhadamente e programar todas as actividades a realizar. Os resultados obtidos justificam o tempo perdido, estas aves ficam muito dóceis e divertidas, tornando-se facilmente membro da família.
Amigas, fiéis e muito companheiras, necessitam muito de companhia e atenção e de cuidados redobrados por se tornarem tão dependentes do seu dono. Só aconselho a criar à mão se tiver tempo e disponibilidade, caso contrário estará a prejudicar a ave.
FONTE:http://www.mundodosanimais.pt/